Flamengo busca um estádio próprio no antigo Gasômetro do Rio – FALANDO DE FLAMENGO site de notícias do Flamengo


Flamengo busca um estádio próprio no antigo Gasômetro do Rio

Flamengo busca terreno no Antigo Gasômetro-RJ para a construção de um estádio próprio

O Flamengo tem um gasto mensal de mais de R$ 2 milhões para a utilização do Maracanã, e deve construir um estádio próprio

Categorias:

Por: , 26/07/2022

Projeto de Estádio do Flamengo no Antigo Gasômetro-RJ (Foto: Divulgação) quer ter um estádio próprio e avança no projeto, cujo local alvo é o antigo Gasômetro, no centro do Rio de Janeiro. O clube rubro-negro deseja um estádio particular para poder gerir da sua forma. Em 2018, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, já havia sinalizado interesse no projeto de uma arena própria para o clube.

Projeto de Estádio do Flamengo no Antigo Gasômetro-RJ (Foto: Divulgação)

Neste ano, o Consórcio Maracanã, que administra o estádio no Rio e é composto pelos rivais Flamengo e Fluminense, enfrentou brigas judiciais com o Vasco pelo uso do local para algumas partidas nos últimos meses. A equipe que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro buscou a principal casa do futebol carioca para jogos de maior apelo. O Flamengo assume um gasto estimado por mês de R$ 2 milhões para usar o Maracanã.

A decisão incomodou a dupla Fla-Flu por ter um terceiro time da cidade utilizando o estádio, o que prejudicaria, por exemplo, a condição do gramado. O Vasco quer realizar a partida do próximo domingo contra a Chapecoense no Maracanã, mas ainda não há confirmação do local do jogo. Há a possibilidade de uma nova disputa nos tribunais, mesmo com o dia “vago”, já que o Flamengo jogará no estádio um dia antes, sábado, enquanto que o Fluminense visita o Santos, na segunda-feira. Um estádio próprio evitaria dores de cabeça como essa para o Flamengo, que hoje também arca com um alto custo de manutenção do Maracanã.

POR QUE ESTÁDIO NO ANTIGO GASÔMETRO INTERESSA AO FLAMENGO?

O antigo Gasômetro fica no centro da cidade do Rio e é o local preferido da atual diretoria do Flamengo para a construção do seu estádio. O clube estudou terrenos em outras áreas, como em Deodoro e na Barra da Tijuca, ambos na zona oeste do Rio, mas eles não agradaram pela logística, inclusive, com a longa distância em relação ao centro.

O antigo Gasômetro é bem próximo de vias importantes da cidade e também da rodoviária Novo Rio, o que facilita o deslocamento de torcedores de fora da cidade para partidas do time. Perto do local, a prefeitura já começou as obras para um terminal intermodal, que promete ajudar a população no transporte público.

Impulsionada pela realização dos Jogos Olímpicos de 2016, a região portuária do Rio passou por grandes mudanças nos últimos anos, como a revitalização de algumas áreas, embora ainda enfrente muitos problemas urbanísticos e de infraestrutura.

BOLSONARO E PAES PROMETEM AJUDA

Um futuro estádio do Flamengo ganhou novo aliado na segunda-feira: o presidente Jair Bolsonaro. Durante discurso em fórum do agronegócio, Bolsonaro afirmou que articula, junto à Caixa Econômica Federal e ao Exército Brasileiro, a construção do estádio flamenguista no Gasômetro.

O terreno pertence ao Fundo de Investimento Imobiliário Porto Maravilha, que é gerido pela Caixa. O clube tem o interesse em construir no local, mas precisa negociar junto ao banco para tornar possível a alocação do terreno.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, também deu sinal verde para a construção de um estádio no Gasômetro. “Bora ajudar o futebol carioca. Landim e Pedro Paulo já conseguiram minha autorização. Só falta a CEF doar o terreno sem cobrar pelo potencial construtivo! Mas tem que ser de verdade e com ‘papel passado’. Pronto aqui para ajudar. Contem comigo!”, escreveu Paes, em seu perfil no Twitter.

Outros clubes brasileiros também estão na busca por uma casa própria. Em Minas Gerais, o Atlético-MG está construindo a , com previsão de inauguração para 2023, enquanto o Cruzeiro, que tem Ronaldo Fenômeno em seu comando, estuda uma proposta de ter um estádio em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.